Planalto

Mutirão entra na reta final com mais de 220 mil atendimentos

Faltando apenas três semanas para o encerramento das ações promovidas pelo Mutirão Arco Verde Terra Legal, o programa contabiliza mais de 220,8 mil atendimentos de cidadania realizados em 38 cidades. O Mutirão Arco Verde Terra Legal é resultado de uma grande ação interministerial para a preservação da Amazônia e concentra ações de cidadania em 43 municípios dos estados do Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima – considerados prioritários para a prevenção e o controle do desmatamento. Nesses municípios, está registrada mais da metade (55%) do desmatamento na Amazônia.

Até o final de outubro, ainda serão atendidos outros cinco municípios: Lábrea (AM) e Cotriguaçu (MT), entre os dias 15 e 17; Nova Bandeirante (MT), de 22 a 24: Paranaíta (MT) e Mucajaí (RR), entre os dias 29 e 31. Desde a implantação em 19 de junho deste ano, até o término previsto para o próximo dia 31, as três caravanas do Mutirão Arco Verde Terra Legal terão percorrido cerca de 20 mil quilômetros de estradas pela Amazônia.

O Mutirão abriu uma nova fase do processo de conservação e implantação de modelos de produção sustentável, de prevenção e de combate ao desmatamento e à grilagem de terras na Amazônia. Além de combinar acesso a direitos e cidadania para milhares de brasileiros, o Mutirão marcou a implantação do maior programa de legalização de terras públicas federais já promovido na Amazônia: o Terra Legal.

Atuação das equipes

Nestes quatro meses de atuação, o Mutirão Arco Verde percorreu os municípios de Alta Floresta, Peixoto de Azevedo, Feliz Natal, Nova Ubiratã, Marcelândia, Vila Rica, Confresa, São Félix do Araguaia, Querência, Gaúcha do Norte, Nova Maringá, Porto dos Gaúchos, Juara, Brasnorte, Juína, Aripuanã e Colniza, em Mato Grosso; Marabá, Tailândia, Paragominas, Ulianópolis, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Itupiranga, Novo Repartimento, Pacajá, Brasil Novo, São Félix do Xingu, Cumaru do Norte, Santa Maria das Barreiras, Santana do Araguaia, Altamira e Novo Progresso, no Pará; Porto Velho, Nova Mamoré, Machadinho d´Oeste e Pimenta Bueno, em Rondônia; e Amarante do Maranhão, no Maranhão.

A mobilização do Governo Federal envolve 13 ministérios, autarquias, empresas e bancos públicos. Coordenado pela Casa Civil e pelos ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Meio Ambiente (MMA), o Mutirão, desenvolvido em parceria com estados e municípios, conta com a participação dos seguintes ministérios e órgãos vinculados: da Agricultura (Embrapa, Conab e Ceplac); Previdência Social (INSS), das Cidades; da Cultura, da Defesa; da Educação, do Trabalho e Emprego; Secretaria de Patrimônio da União, Secretaria Especial da Aquicultura e Pesca, Secretaria Especial de Diretos Humanos, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, BNDES, Sebrae, prefeituras e governos do Mato Grosso, Pará, Maranhão, Roraima, Rondônia e Amazonas.

Fonte: Presidência

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Mutirão entra na reta final com mais de 220 mil atendimentos. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/planalto/mutirao-entra-na-reta-final-com-mais-de-220-mil-atendimentos/ Acesso em: 13 jul. 2024
Sair da versão mobile