Conhecimento

Dia dos Mestres

 

O dia dos mestres( 15 de outubro) deveria ser comemorado freneticamente. Tanto como copa do mundo, carnaval, festas juninas e julinas… Deveria se reverenciar os verdadeiros sacerdotes que se empenham em suas aulas, palestras e seminários em motivar o aluno, em lançar a reflexão crítica, de operar as ferramentas tecnológicas e, prover afinal a aprendizagem de forma digna e agradável.

 

O bom professor nunca se esquece, ele se incrusta em nosso inconsciente, se mistura com nossas lembranças da infância, da adolescência e mesmo quando adultos… A imagem do bom mestre é mesmo inesquecível…tatuada no âmago dos afetos.

 

Sua voz, sua presença, seu método… Fui aluna de grandes mestres, e suas aulas eram autênticos espetáculos, havia poesia, filosofia, verdades e, sobretudo conhecimento. Eram transfusões fantásticas a fazer simbiose de tudo.

 

E, ainda aprendíamos que é indispensável a humildade para sempre continuar a aprender.


E se abeberar da máxima socrática:  – Só sei que nada sei…


Aprender a aprender. Desafiando as diferenças sociais, econômicas e geográficas. Desafiando as injustiças comuns da vida.  Desafiando a genética e a estética. Desafiando o capitalismo selvagem, e humanizando não só o aprendiz, mas tudo que possa trazer ao discente maior sensibilidade e senso crítico.


Amanhã é o dia do mestre. Deveria haver um movimento nacional para homenagear os mestres, os educadores que constroem com seu labor de formiguinha as grandes probabilidades, as potencialidades humanas. Os grandes monumentos da humanidade, as conquistas tecnológicas e até mesmo a eternidade do legado humano no planeta.


O verniz da educação opera milagres, gera entendimento e cura contra a alienação, contra as mazelas do corpo e da alma. Só o autoconhecimento é capaz de garantir o crescimento e amadurecimento sadio.

 

Mas, depois de você ler essas linhas, procure em seus registros esquecidos, procure um modo de mandar um e-mail, um torpedo, ou bilhete ou mesmo, uma carta para os professores que conheceu.

 

Não deixe de manifestar seu reconhecimento e admiração naquele que tanto investiu em seu futuro, e acreditou sobretudo que você pode construir um destino melhor a todos na sua volta.

 

Para terminar minha sincera reverência aos mestres e gurus, vou citar uma frase inspiradora:

  • Verba movent, exempla trahunt – “As palavras movem, os exemplos arrastam.” – Provérbio romano.

 

Continuemos a ser educadores e reproduzir exemplos que movam a humanidade em direção do saber e da felicidade.

 

* Gisele Leite, Professora universitária, Mestre em Direito, Mestre em Filosofia, Doutora em Direito Civil. Leciona na FGV, EMERJ e Univer Cidade. Conselheira-chefe do Instituto Nacional de Pesquisas Jurídicas (INPJ).

Como citar e referenciar este artigo:
LEITE, Gisele. Dia dos Mestres. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/artigos/conhecimento-artigos/dia-dos-mestres/ Acesso em: 16 jul. 2024
Sair da versão mobile