TRF4

TRF4, 00022 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 2007.04.00.009716-6/RS, Relator Des. Federal Rômulo Pizzolatti , Julgado em 12/14/2007

—————————————————————-

00022 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 2007.04.00.009716-6/RS

RELATOR : Des. Federal RÔMULO PIZZOLATTI

AGRAVANTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL – INSS

ADVOGADO : Milton Drumond Carvalho

AGRAVADO : MARGARETE BACHMANN

ADVOGADO : Antonio Neuri Garcia e outro

EMENTA

ANTECIPAÇÃO DA TUTELA. PROVA INEQUÍVOCA DAS ALEGAÇÕES. AUSÊNCIA.

Não é possível a antecipação da tutela se ausente “prova inequívoca” das alegações, como exige o art. 273 do Código de Processo

Civil.

ACÓRDÃO

___________________

Vistos e relatados estes autos em que são partes as acima indicadas, decide a Egrégia 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª
Região, por unanimidade, dar provimento ao agravo de instrumento, nos termos do relatório, votos e notas taquigráficas que ficam
fazendo parte integrante do presente julgado.
Porto Alegre, 27 de novembro de 2007.

Como citar e referenciar este artigo:
JURISPRUDÊNCIAS,. TRF4, 00022 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 2007.04.00.009716-6/RS, Relator Des. Federal Rômulo Pizzolatti , Julgado em 12/14/2007. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2010. Disponível em: https://investidura.com.br/jurisprudencias/trf4/trf4-00022-agravo-de-instrumento-no-2007-04-00-009716-6-rs-relator-des-federal-romulo-pizzolatti-julgado-em-12-14-2007/ Acesso em: 23 jul. 2024