Câmara

Setor siderúrgico quer reduzir impacto ambiental no País

O gerente de projetos de carbono do Grupo Plantar, Fábio Marques, defendeu o incremento do uso de carvão de florestas plantadas na indústria siderúrgica nacional. Segundo ele, é inviável substituir toda a produção de aço com carvão mineral por florestas sustentáveis, mas é possível substituir o carvão de vegetação nativa, e aumentar a participação dessa matriz energética, de forma a tornar mais “limpa” a indústria nacional.

Hoje, 70% da produção vem de carvão mineral e 15% de carvão feito a partir de matas nativas. Mas o “aço verde” e a redução de emissões nos altos fornos está na agenda da indústria. Marques citou o exemplo do pacto feito em Minas Gerais, responsável por 50% da produção siderúrgica brasileira, para aumentar o uso de carvão renovável.

Fábio Marques participa neste momento de comissão geral que debate mudanças climáticas, no plenário da Câmara.

Impacto na população
Já o diretor da Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani, afirmou que o debate sobre aquecimento global não pode ser uma discussão de cientistas, sobre números e termos técnicos. Para Mantovani, é preciso saber como a sociedade reage e como o cidadão percebe isso no seu cotidiano, porque as consequências já chegaram à casa e à saúde das pessoas.

“É saber como o diesel contaminado ou 8 graus de diferença em ilhas de calor nas grande metrópoles podem ser traduzidos para o dia a dia da sociedade. É isso que afeta as pessoas”, disse Mantovani.

Leia mais:
Deputado defende mudança de comportamento para reduzir emissões
Deputado pede cautela nas mudanças do Código Florestal
Entidade ambiental pede bloqueio de verbas de rodovias na Amazônia
Meta brasileira para redução de gases serve de exemplo, diz ONG
Marina Silva diz que meta de redução de gases precisa estar em lei
Congresso deve cobrar cumprimento de meta sobre clima, diz senador
Política brasileira sobre clima tem boa repercussão, diz embaixador
Indústria precisa se comprometer com meio ambiente, diz consultor
Temer ressalta empenho da Câmara em discussões sobre clima
Comissão geral debate proposta brasileira na Conferência do Clima

Reportagem – Marcello Larcher
Edição – Pierre Triboli

(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara’)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br

Fonte: Portal Câmara dos Deputados

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Setor siderúrgico quer reduzir impacto ambiental no País. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/camara/setor-siderurgico-quer-reduzir-impacto-ambiental-no-pais/ Acesso em: 12 abr. 2024