TRF4

TRF4, 00033 APELAÇÃO CÍVEL Nº 2007.71.99.005367-1/RS, Relator Juiz Fernando Quadros Da Silva , Julgado em 11/08/2007

—————————————————————-

00033 APELAÇÃO CÍVEL Nº 2007.71.99.005367-1/RS

RELATOR : Juiz FERNANDO QUADROS DA SILVA

APELANTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL – INSS

ADVOGADO : Milton Drumond Carvalho

APELADO : NELSON RIBEIRO

ADVOGADO : Adao Canabarro Prestes e outro

EMENTA

PREVIDENCIÁRIO. REMESSA OFICIAL. BENEFÍCIO ASSISTENCIAL. ARTIGO 20 DA LEI Nº 8.742/93. PESSOA

PORTADORA DE DEFICIÊNCIA. ESTADO DE MISERABILIDADE. COMPROVAÇÃO.

1. A regra do § 2º do art. 475 do CPC, acrescida pela Lei nº 10.352/01, em vigor desde 27-03-2002, não tem aplicação na espécie,

porquanto nesta fase do processo não é possível determinar se o valor da controvérsia recursal é inferior a sessenta salários mínimos.

2. Se a parte autora comprovar a sua deficiência, bem como a sua condição de miserabilidade, faz jus à concessão do benefício

assistencial, nos termos previstos nos art. 20 da Lei nº 8.742/93, desde a data do requerimento administrativo, tal como concedido na

r. sentença.

3. A comprovação da situação econômica do beneficiário e sua real necessidade não se restringe à hipótese do artigo 20, § 3º, da Lei

8.742/93, que exige renda mensal familiar per capita não superior a 1/4 (um quarto) do salário mínimo, pois a condição de

miserabilidade poderá ser verificada por outros meios de prova. Precedentes do STJ.

4. Índice de correção monetária das parcelas vencidas mantido como na sentença, uma vez não caracterizado esso com a sua

utilização.

5. Juros de mora, honorários advocatícios e custas processuais fios pelo MM. Juízo singular de acordo com o entendimento

adotado pela Seção Previdenciária desta Corte.

6. Honorários periciais mantidos como fios pelo MM. Juízo a quo, à míngua de insurgência a respeito.

7. Apelação e remessa oficial improvidas.

ACÓRDÃO

___________________

Vistos e relatados estes autos em que são partes as acima indicadas, decide a Egrégia Turma Suplementar do Tribunal Regional
Federal da 4ª Região, por unanimidade, negar provimento à apelação e à remessa oficial, nos termos do relatório, votos e notas
taquigráficas que ficam fazendo parte integrante do presente julgado.
Porto Alegre, 14 de setembro de 2007.

Como citar e referenciar este artigo:
JURISPRUDÊNCIAS,. TRF4, 00033 APELAÇÃO CÍVEL Nº 2007.71.99.005367-1/RS, Relator Juiz Fernando Quadros Da Silva , Julgado em 11/08/2007. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2010. Disponível em: https://investidura.com.br/jurisprudencias/trf4/trf4-00033-apelacao-civel-no-2007-71-99-005367-1-rs-relator-juiz-fernando-quadros-da-silva-julgado-em-11-08-2007/ Acesso em: 27 fev. 2024