TST

Planejamento estratégico do TST quer reduzir tempo de tramitação em 62 dias

O Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho aprovou, na segunda-feira (6/10), o novo Plano Estratégico para período 2015-2020. As metas de maior destaque são as que dizem respeito aos resultados do TST. Uma das metas é reduzir o índice do tempo médio de tramitação de processos de 417 (meta de 2014) para 351 dias, e o índice de congestionamento da 49,97% para 43%.

Para o presidente do TST, ministro Barros Levenhagen, a expectativa é de consolidação e de melhoria contínua de uma gestão “cada vez mais comprometida com a oferta de resultados à sociedade, com foco na sua missão, seus valores e visão voltados para a prestação de um serviço de excelência aos jurisdicionados”.

O novo planejamento estratégico contou com a participação de diversas unidades do TST, coordenadas pela Comissão Permanente de Planejamento Estratégico. Mais sintético em relação ao bem-sucedido planejamento 2010-2014, ainda em vigência, o novo documento está alinhado aos macrodesafios estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para todo o Poder Judiciário, e norteará as iniciativas do TST nos próximos seis anos.

O Planejamento Estratégico é um processo gerencial dinâmico que envolve toda a estrutura organizacional. Ele considera os aspectos orçamentários, sociais, culturais, de processos internos e ambientais e visa alcançar o futuro almejado mediante ações delineadas no presente.

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br

Fonte: TST

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Planejamento estratégico do TST quer reduzir tempo de tramitação em 62 dias. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2014. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/tst/planejamento-estrategico-do-tst-quer-reduzir-tempo-de-tramitacao-em-62-dias/ Acesso em: 23 jul. 2024