TSE

Suplente de deputado federal no Paraná pede justa causa para deixar o PT


O primeiro suplente de deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) no Paraná, Dilto Vitorassi, pede ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que reconheça a justa causa para que ele possa deixar o partido sem perder seus direitos como suplente.

Ele explica que é filiado ao PT desde 1987, tendo se candidatado duas vezes a deputado estadual, duas vezes a vereador e duas vezes a deputado federal. Além disso, exerceu a presidência da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu por dois anos e também o mandato de deputado federal por pouco mais de um ano, ambos como suplente.

Vitorassi alega que em 2009 passou a ter problemas dentro do partido por ?divergir da tática eleitoral para candidatura do prefeito da cidade?, quando optou por candidatura própria da legenda, em vez de apoiar o candidato da coligação.

Entre os prejuízos que o suplente alega, estaria a sua suspensão da presidência do partido na região, além da proibição de se manifestar como filiado em reuniões. De acordo com o pedido, ele sofre perseguição dentro da agremiação.

No processo, ele afirma que o partido ?está fugindo à ideologia da qual sempre foi defensor, num claro desvio de conduta?. Além disso, afirma ter sofrido grave discriminação pessoal.

Vitorassi pede ao TSE que reconheça a justa causa para se desfiliar do partido sem perder o direito de primeiro suplente, caso seja chamado para ocupar cargo de deputado federal.

Processo relacionado:
Pet 3033

CM/MB


Fonte: TSE

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Suplente de deputado federal no Paraná pede justa causa para deixar o PT. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/tse/suplente-de-deputado-federal-no-parana-pede-justa-causa-para-deixar-o-pt/ Acesso em: 26 fev. 2024