STF

Negado recurso em que Cemig questionava rejeição de queixa-crime contra deputado

Negado recurso em que Cemig questionava rejeição de queixa-crime contra deputado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, negou provimento a agravo regimental no Inquérito (INQ) 3777, interposto pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) contra decisão do ministro Luís Roberto Barroso que rejeitou a queixa-crime apresentada pela empresa contra o deputado federal Weliton Fernandes Prado (PT/MG). Segundo a Cemig, em entrevista a uma rádio de Belo Horizonte, o deputado teria difamado a imagem da empresa ao classificar como “roubo ao dinheiro dos consumidores” o aumento de 11% nas tarifas de energia elétrica ocorrido em 2013.

Na decisão que rejeitou a queixa-crime, o ministro Barroso destacou que a imunidade material ou inviolabilidade protege o parlamentar no exercício de suas atividades no Congresso Nacional e também em ambiente externo, desde que haja relação entre a declaração e as atividades vinculadas ao mandato.

De acordo com o ministro, essa garantia pode ser invocada, por mais graves que sejam as palavras proferidas, quando a opinião guardar conexão com a atividade política e não possam ser dissociadas do mandato, pois a atividade parlamentar não se limita ao Congresso Nacional, “tendo os deputados e os senadores papel fundamental na fiscalização de atos do poder público e na divulgação de posições políticas caras à democracia, no debate de ideias muitas vezes discordantes”.

O julgamento do agravo regimental no INQ 3777, realizado nesta terça-feira (10), foi o primeiro em que a Primeira Turma analisou matéria penal originária da Corte, envolvendo parlamentar, após a alteração regimental que transferiu do Plenário para as Turmas tal competência.

PR/AD

Fonte: STF

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Negado recurso em que Cemig questionava rejeição de queixa-crime contra deputado. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2014. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/stf-noticias/negado-recurso-em-que-cemig-questionava-rejeicao-de-queixa-crime-contra-deputado/ Acesso em: 26 mai. 2024