Senado

Venezuela deixa de ser prioridade no Plenário

[Foto: presidente do Senado, José Sarney]

O presidente do Senado, José Sarney, afirmou, na chegada ao Congresso, que há necessidade de um novo acordo de lideranças para a votação em plenário do protocolo de adesão da Venezuela ao Mercosul. Ele deu a seguinte resposta quando os jornalistas lhe perguntaram se a matéria será votada nesta quarta-feira (25).

– Acho que não, porque essa matéria precisa de um novo acordo entre todas as lideranças. Embora tenha um acordo preliminar de votar logo, agora o assunto está numa fase em que os partidos não querem que seja levado a plenário. Isso porque é uma matéria muita polêmica.

Na mesma entrevista, Sarney informou que o senador responsável pela reforma administrativa, Heráclito Fortes (DEM-PI), que é o 1º secretário da Casa, já retornou de viagem e se encontra no comando do processo de consolidar as sugestões apresentadas ao projeto.

– A Fundação Getúlio Vargas deve entregar logo seu parecer e naturalmente Heráclito Fortes vai examiná-lo. E nós não vamos mais ter tempo de fazer uma reunião da Mesa nesta 5ª feira para discutir o assunto. Mas persiste nosso desejo de, até o fim do ano, votar a reforma administrativa.

Sarney se manifestou ainda sobre a escolha de Eduardo Dutra para a presidência nacional do PT. Disse que foi uma excelente idéia e que foi colega de Dutra quando este exerceu mandato de senador. De acordo com Sarney, ele foi um senador muito atuante, muito presente nas votações e de muita responsabilidade. O presidente do Senado acredita que as virtudes políticas de Dutra o ajudarão muito na presidência do PT.

Fonte: Senado

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Venezuela deixa de ser prioridade no Plenário. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/senado/venezuela-deixa-de-ser-prioridade-no-plenario/ Acesso em: 03 mar. 2024