Esta matéria contém recursos multimídia" />
Senado

Renan Calheiros: PMDB amadureceu, experimenta a unidade e aceita a divergência Esta matéria contém recursos multimídia

[foto: senador Renan Calheiros ]
Página Multimídia

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), líder do PMDB, afirmou em discurso que o PMDB “amadureceu e não vive mais as hesitações de outrora”, experimentando nos últimos anos a unidade em torno do projeto feito com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para ele, o partido tem a unidade, não a unanimidade, mas convive “democraticamente com o divergente”.

É nesta situação que o partido realizará convenção neste sábado (dia 6) para a eleição de seu novo presidente. Renan elogiou o deputado Michel Temer, que deve se candidatar novamente ao cargo, ponderando que ele demonstrou coerência na condução da legenda. O senador sustentou que não há aversão, objeção ou veto a nenhum outro peemedebista que queira disputar a direção do partido.

O líder peemedebista previu que “uma maioria expressiva” do partido deve manter o pré-compromisso firmado pela direção do partido com o presidente Lula para indicar o nome do candidato a vice-presidente na chapa encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores. Renan disse que o PMDB fará a indicação, “no momento legalmente adequado, sem assombro, alheio às pressões exógenas e aos ataques especulativos”.

Renan observou que o sucesso brasileiro no combate à recente crise financeira mundial se deve também à atuação do Congresso, que discutiu e aprovou nos últimos anos projetos que levaram à estabilidade econômica, ao aumento do emprego e da renda e a uma maior arrecadação. Para ele, a sociedade aprova este caminho, pois foi realizada “uma verdadeira revolução social e silenciosa”.

– O PMDB teve a honra de contribuir com este projeto. Fomos governo, ajudamos a aprovar e realizar as políticas hoje vitoriosas – disse. Ele acha que o eleitor quer a continuidade da atual política, porque confia no presidente Lula. “O presidente Lula será a cara desta eleição.” Opinou ainda que o eleitor não entenderia se seu partido não defendesse a continuidade da atual política econômico-social.

Apesar de se tratar de ano de eleições, Renan Calheiros garantiu que seu partido não abandonará as votações importantes previstas para este ano no Senado. Ele defendeu a votação das propostas que tratam do petróleo da camada de pré-sal, a atualização dos Códigos de Processo Penal e de Processo Civil e a reestruturação administrativa do Senado.

Fonte: Senado

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Renan Calheiros: PMDB amadureceu, experimenta a unidade e aceita a divergência Esta matéria contém recursos multimídia. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2010. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/senado/renan-calheiros-pmdb-amadureceu-experimenta-a-unidade-e-aceita-a-divergencia/ Acesso em: 14 jun. 2024