Senado

Congresso homenageia centenário da Rede de Educação Profissional

[foto]

O Congresso Nacional comemorou nesta quarta-feira (23) o Dia Nacional dos Profissionais de Nível Técnico e o centenário da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, em sessão solene realizada no Plenário do Senado. A rede conta com 38 institutos federais em todos os estados, que oferecem ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia e licenciaturas.

Os institutos estão sendo ampliados pelas novas escolas entregues dentro do plano de expansão da rede. A meta é atingir, no próximo ano, 354 escolas técnicas, que vão gerar 500 mil vagas, segundo informações do ministro da Educação, Fernando Haddad, que compareceu à sessão solene.

Para o presidente do Senado, José Sarney, que presidiu a sessão, é necessário, ao lado do ensino superior, priorizar a educação profissional e técnica em todo país.

– O Brasil não necessita apenas de bachareis, mas também de profissionais para trabalhar nas fábricas e nas lavouras – resumiu José Sarney, que destacou o esforço do governo do presidente Luis Inácio Lula da Silva em construir mais escolas profissionalizantes.

Consciência

No entender do senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), que junto com Paulo Paim (PT-RS) foi o signatário para a realização da sessão especial no âmbito do Senado, as escolas técnicas são capazes de, além de dar uma profissão aos seus alunos, formar cidadãos conscientes, “capazes de sobreviver e ganhar a vida em qualquer lugar do mundo”.

Inácio Arruda aproveitou a oportunidade para criticar o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso que, segundo o senador, “travou a educação como um todo, com destaque para o ensino técnico profissional”.

Paulo Paim, ex-aluno de escola técnica, também pediu o fortalecimento da educação profissional, a começar pela aprovação, pelo Congresso Nacional, do projeto (PLS 24/05) de sua autoria que cria um fundo de R$ 9 bilhões para as escolas técnicas, já a partir de 2010.

Mudanças

O senador Gerson Camata (PMDB-ES), autor do projeto que instituiu a data comemorativa do Dia Nacional dos Profissionais de Nível Técnico, celebrado em 23 de setembro, lamentou que apenas 1% dos alunos formados em todo país é oriundo do ensino técnico. Mas acredita que essa estatística mudará a partir da determinação do governo Lula de priorizar o ensino técnico.

Já o senador Renato Casagrande (PSB-ES) reconheceu que o ensino profissional adquiriu importância ao longo dos anos face a industrialização, razão pela qual pediu a universalização dessa modalidade educacional, enquanto o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) disse que o ensino técnico foi sempre defendido e incentivado pelo vice-presidente da República, José Alencar, que é do seu partido.

A senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) pregou educação de qualidade, combate à evasão escolar e melhor remuneração para os professores, incluindo os de nível técnico. Para o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), a industrialização brasileira não teria ocorrido sem as escolas técnicas. Já a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) defendeu a criação de escola técnica na cidade de Sinop, em Mato Grosso.

Ocuparam ainda a tribuna para homenagear os cem anos de criação do ensino tecnológico no país os senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM), Roberto Cavalcanti (PRB-PB), Oswaldo Sobrinho (PTB-MT) e a senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN).

Também compareceu à sessão solene o ministro das Comunicações, Hélio Costa, que destacou o esforço da tecnologia brasileira na criação do modelo da TV digital. Durante a sessão foi lançado selo comemorativo do centenário da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.

Fonte: Senado

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Congresso homenageia centenário da Rede de Educação Profissional. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/senado/congresso-homenageia-centenario-da-rede-de-educacao-profissional/ Acesso em: 12 abr. 2024