Planalto

Embrapa dará suporte tecnológico ao Programa de Incentivo à Produção de Dendê

Demandada pela Casa Civil, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura Pecuária Abastecimento, recebeu, como missão estratégica a tarefa de dar suporte tecnológico ao Programa de Incentivo à Produção de Dendê em áreas selecionadas do Brasil. O Programa a ser lançado pelo Governo Federal tem como meta a implantação de um milhão de hectares de dendê para atender o mercado de óleos.

Atualmente, o Brasil é o 16º produtor da cultura com aproximadamente 70 mil ha. Com este incremento, o Governo vislumbra a ampliação da atividade agroindustrial e comercial, com ênfase para produção de óleos e produtos da bionergia.

Como uma providência de curto prazo para responder a esta questão, acontece na segunda-feira( 24), workshop para discutir as estratégias e ações que a Embrapa executará em relação à temática do dendê na empresa, com foco na nova agenda Brasil para esta cultura. No evento estarão presentes a Diretoria-Executiva, Chefia de Gabinete, Secretaria Gestão Estratégica, Assessoria de Inovação Tecnológica, Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento, e os Chefes Gerais das Unidades da Embrapa Agroenergia, Amazônia Ocidental, Amazônia Ocidental, Recursos Genéticos e Biotecnologia e Transferência de Tecnologia.

O Chefe-geral da Embrapa Agroenergia, Frederico Durães, enfatiza que esta reunião é estratégica para que a empresa atenda a demanda do Governo. As discussões giram em torno da disponibilidade de sementes e mudas, do melhoramento genético e da genômica.

“O Brasil precisa ampliar a base genética da cultura do dendê e facilitar a disponibilidade de sementes para implantar o Programa”. Durães reforça que a implantação deste Programa deverá ser escalonada em período de 10 a 12 anos. “Como o Brasil ainda não possui estrutura para a produção de mudas demandadas para atender ao total da área proposta, o planejamento para importação de sementes com genética definida para matrizeiros, ensaios de pequena e larga escala e para produção de mudas é fundamental” aponta Frederico Durães.

Com estes objetivos, a Embrapa ampliará suas interlocuções para novos acordos de cooperação com parcerias internacionais para a importação de materiais genéticos de ponta. Assim, introduzir matrizeiros de elite e abrir o campo para a iniciativa privada dar suporte com a produção de sementes. Este será um dos cinco focos em que a empresa fortalecerá ações em pesquisa, desenvolvimento e inovação. Nesse contexto, prevêem-se a reestruturação do programa nacional de dendê, o desenvolvimento de estratégias de pesquisa para solucionar a anomalia do amarelecimento fatal o e foco em soluções visando destinação e agregação de valor aos resíduos e co-produtos da agroindústria do dendê.

Histórico da iniciativa do Programa

As atividades do Grupo de Trabalho (GT Dendê) foram iniciadas em 2008, sob coordenação da PR/Casa Civil, visando à organização de proposta de programa de incentivo à produção de dendê no Brasil. Recomendado pela Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o Programa tem como foco incentivar a produção da cultura do dendê junto à agricultura familiar em áreas degradas do estado do Pará.

Além do enfoque que o Presidente solicitou para as ações do Programa, foram agregados, pelo Grupo, temas relacionados a nichos territoriais em Rondônia, Roraima, Bahia contemplando modelos e arranjos produtivos para a execução.

O Programa terá cinco eixos temáticos para alavancar a produção de dendê no País. Para isso, serão definidos os locais de implantação e os mecanismos de financiamento. Nos outros três, a articulação junto à agricultura familiar, a infraestrutura e logística, a Embrapa terá atuação efetiva.

Fonte: Presidência

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Embrapa dará suporte tecnológico ao Programa de Incentivo à Produção de Dendê. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/planalto/embrapa-dara-suporte-tecnologico-ao-programa-de-incentivo-a-producao-de-dende/ Acesso em: 21 mai. 2024