OAB Nacional

OAB defende investigação no caso da juíza que movimentou R$ 12 milhões

Salvador, 12/10/2009 – “É um caso típico de investigação que deve ser feita com urgência, uma vez que não pode pairar dúvida sobre a ética daquele que tem como função julgar a ética alheia”, resumiu o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, sobre os desdobramentos do caso Nadja de Carvalho Esteves, alvo de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) sob a acusação de venda de sentenças, agenciamento de causas e improbidade administrativa.

O jornal A Tarde revelou neste domingo, com exclusividade, que a juíza da 81ª Vara de Substituições e seu marido, o juiz aposentado Flávio de Castro Esteves, movimentaram R$ 12 milhões em suas contas correntes entre os anos de 2003 e 2007 – uma movimentação oito vezes maior do que a declarada à Receita Federal. Procurada por telefone, ontem, a magistrada disse acreditar ser vítima de uma “missa encomendada”. (A matéria é de autoria do repórter Valmar Hupsel Filho e foi publicada na edição de hoje (12) do jornal A Tarde)

Fonte: OAB

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. OAB defende investigação no caso da juíza que movimentou R$ 12 milhões. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/oab-nacional/oab-defende-investigacao-no-caso-da-juiza-que-movimentou-r-12-milhoes/ Acesso em: 22 jun. 2024