MPF

Encontro contra o tráfico de pessoas na PRR-3 recebe elogios de participantes

No último dia do VI Encontro Internacional sobre Migração e Tráfico de Pessoas, o ex-ministro da Justiça e secretário especial de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo, José Gregori, reconheceu as dificuldades em se combater o tráfico de pessoas no Brasil, mas concluiu que a troca de experiências e o interesse que o congresso provocou mostram que muita coisa vem sendo feita no país em relação ao tema e deve servir de incentivo para quem atua na área. “A gente sai daqui com nosso entusiasmo renovado”, disse Gregori.

Coordenador de uma mesa de debates do módulo Sistema Nacional de Atendimento às Vítimas Traficadas, o ex-ministro da Justiça lamentou na manhã de hoje, 27 de novembro, o fato de muitas vezes a própria vítima recusar, por questões sociais ou financeiras, atendimento ou a punição de seus exploradores. “Não é fácil. É um problema em que você enfrenta o paradoxo em que a pessoa que precisa ser ajudada não quer ser ajudada. E é preciso respeitar porque a situação dela é consequência de inúmeros fatores”.

Gregori destacou a atuação brasileira em relação aos imigrantes que ainda estão de forma irregular no Brasil. “Nós estamos preocupados com o estrangeiro no sentido de ajudá-lo, no sentido de compreendê-los e no sentido de buscar soluções. E nisto estamos praticamente contra o mundo, na contramão, estamos na corrente do diálogo”, disse referindo-se à anistia promovida pelo governo federal enquanto países da Europa e os Estados Unidos criam políticas contra os estrangeiros, como barreiras ou criminalizando a presença de imigrantes clandestinos em alguns países.

Para o ex-ministro, o relativo sucesso brasileiro na defesa ao estrangeiro e combate do tráfico de pessoas deve ser atribuído “à uma força de pressão em favor destes temas”. “No fundo somos um bando de formiguinhas. Mas cada um fazendo seu montinho”, comparou. “Nossos encargos e tarefas são muito grandes, então temos que fazer mais. Precisamos fazer cada vez mais”, concluiu Gregori.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria Regional da República da 3ª Região
Fones: (11) 2192 8620/8766 e (11) 9167 3346
ascom@prr3.mpf.gov.br

 

Fonte: MPF

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Encontro contra o tráfico de pessoas na PRR-3 recebe elogios de participantes. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/mpf/encontro-contra-o-trafico-de-pessoas-na-prr-3-recebe-elogios-de-participantes/ Acesso em: 26 fev. 2024