TRF4

TRF4, 00035 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 2007.04.00.026954-8/SC, Relator Des. Federal Edgard Antônio Lippmann Júnior , Julgado em 11/19/2007

—————————————————————-

00035 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 2007.04.00.026954-8/SC

RELATOR : Des. Federal EDGARD ANTÔNIO LIPPMANN JÚNIOR

AGRAVANTE : GASTAO DE CAMPOS e outros

ADVOGADO : Valeria Macedo Reblin

AGRAVADO : CAIXA ECONOMICA FEDERAL – CEF

ADVOGADO : Rauber Schlickmann Michels e outros

EMENTA

EXECUÇÃO DE SENTENÇA. DÚVIDA SOBRE O VALOR DEVIDO. REMESSA À CONTADORIA JUDICIAL.

A contadoria judicial, órgão de auxílio técnico ao Magistrado, está autorizada a apresentar cálculos quando há controvérsia entre os

valores apurados pelas partes, visto que é apta à elaborá-los em conformidade com os parâmetros estabelecidos pelo título em

eução.

ACÓRDÃO

___________________

Vistos e relatados estes autos em que são partes as acima indicadas, decide a Egrégia 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª
Região, por unanimidade, negar provimento ao agravo de instrumento, nos termos do relatório, votos e notas taquigráficas que ficam
fazendo parte integrante do presente julgado.
Porto Alegre, 31 de outubro de 2007.

Como citar e referenciar este artigo:
JURISPRUDÊNCIAS,. TRF4, 00035 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 2007.04.00.026954-8/SC, Relator Des. Federal Edgard Antônio Lippmann Júnior , Julgado em 11/19/2007. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2010. Disponível em: https://investidura.com.br/jurisprudencias/trf4/trf4-00035-agravo-de-instrumento-no-2007-04-00-026954-8-sc-relator-des-federal-edgard-antonio-lippmann-junior-julgado-em-11-19-2007/ Acesso em: 29 fev. 2024