Senado

Floresta Amazônica precisa de redução do desmatamento e estímulo ao desenvolvimento sustentável

[Foto: sessão solene para comemorar o Dia da Amazônia]

O Congresso Nacional realizou, nesta quarta-feira (9), sessão solene para comemorar o Dia da Amazônia, celebrado no último dia 5. A homenagem foi realizada a requerimento do senador Jefferson Praia (PDT-AM) e do deputado Silas Câmara (PSC-AM). Os palestrantes foram unânimes ao ressaltar importância de reduzir o desmatamento florestal, mas também de estimular o desenvolvimento sustentável da região, com a exploração inteligente das riquezas que a floresta oferece.

Também lembraram que o país participará da Conferência das Partes (COP 15) da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a ser realizada em dezembro, em Copenhague (Dinamarca), e que está em curso a elaboração de um documento para levar a posição brasileira ao encontro. Durante os discursos, Marina Silva (PV-AC) afirmou que os brasileiros devem fazer “reivindicações inteligentes” junto aos países mais ricos: em vez de simplesmente dizer que o país tem o direito de destruir a floresta como os desenvolvidos fizeram no passado, é preciso pedir transferência de tecnologia para evitar que o mesmo erro se repita.

Serys Slhessarenko (PT-MT) e Valdir Raupp (PMDB-RO) comemoraram a redução dos índices de desmatamento aferida pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). A previsão para 2009 é que a área desmatada seja a menor verificada nos últimos 20 anos.

Já o senador Jefferson Praia destacou que o olhar de preservação e conservação que toda a sociedade tem a respeito da floresta também precisa ser direcionado aos 25 milhões de seres humanos que habitam a região, com investimentos em infraestrutura econômica e social, energia, transporte, telecomunicações, educação, saúde e oportunidades de emprego e renda para tirar os amazônidas da realidade de índices de desenvolvimentos humanos vergonhosos, prostituição infantil, desemprego, tráfico de drogas e falta de oportunidades para os jovens, afirmou.

Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) disse que os índios e os habitantes da região não querem “viver com esmola de bolsa floresta”, e sim viver numa região pensada pelos habitantes e não por pessoas que vivem longe do local ou estrangeiros. Arthur Virgílio (PSDB-AM) lembrou que a floresta já perdeu mais de 15% da cobertura original e defendeu o modelo colocado em prática com o Pólo Industrial de Manaus. E Flexa Ribeiro (PSDB-PA) pediu a união de todos os estados da região, das bancadas no parlamento, dizendo o que os habitantes querem para a região.

Participaram ainda da sessão solene os senadores Renato Casagrande (PSB-ES), Augusto Botelho (PT-RR), César Borges (PP-BA), Cristovam Buarque (PDT-DF), Marcelo Crivella (PRB-RJ) e os deputados Ernandes Amorim (PTB-RR), Lupércio Ramos (PMDB-AM), Wandenkolk Gonçalves (PSDB-PA), Emília Fernandes (PT-RS) e Rebecca Garcia (PP-AM) e também Marilene Correa, reitora da Universidade Estadual do Amazonas, e Álvaro Tucano, representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) e os embaixadores da Suécia e de Portugal.  

Fonte: Senado

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Floresta Amazônica precisa de redução do desmatamento e estímulo ao desenvolvimento sustentável. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/senado/floresta-amazonica-precisa-de-reducao-do-desmatamento-e-estimulo-ao-desenvolvimento-sustentavel/ Acesso em: 20 fev. 2024