Judiciário

O Site do Movimento pela Conciliação

 

 

O Conselho Nacional de Justiça divulgou no seu site, no setor de Notícias, edição de 08/09/2006, a seguinte informação:

 

Movimento pela Conciliação tem página na internet

 

Já está no ar na internet a página do Movimento pela Conciliação. O sítio tem, além de notícias, outras informações sobre o movimento, lançado pelo Conselho Nacional de Justiça no último dia 23 de agosto. Lá é possível ler a íntegra do projeto de Justiça de Conciliação, cuja implementação se dá no âmbito do movimento, a composição do Comitê Gestor e artigos sobre o assunto, entre outras informações. […]

 

O endereço da página é o www.conciliar.cnj.gov.br.

 

A página do Movimento pela Conciliação ainda está engatinhando.

 

Qualquer pessoa que tenha criado algum site na Internet (entre as quais me incluo) sabe que um site de razoável utilidade não pode resumir-se a algumas informações singelas…

 

Tem de ser rico de informações, a ponto de despertar o interesse dos internautas. Visitado uma vez, tem-se necessidade de voltar a ele muitas e muitas vezes para se ficar bem informado. Assim são os grandes sites…

 

É necessário ser atualizado, de preferência, diariamente. Site que não se renova deixa de ser visitado.

 

É necessário ser interativo, admitindo a participação do maior número de pessoas. Site do tipo clube fechado reduz seu público até fechar as portas…

 

É conveniente ser registrado nos sites de busca, que funcionam como verdadeiros catálogos telefônicos (quem não tem seu nome e número de telefone divulgados nos catálogos telefônicos fica pouco conhecido…)

 

Em resumo, simplesmente criar um site estático e não-interativo e dar-lhe divulgação inadequada representa praticamente nada diante do universo quase infinito da Internet, onde vivem milhões e milhões de sites nos mais variados idiomas e tratando dos mais variados assuntos, compondo a maior e mais importante biblioteca de todos os tempos…

 

Data venia, o Movimento pela Conciliação, pela importância de que se reveste, merece mais que o que foi feito…

 

 

* Luiz Guilherme Marques, Juiz de Direito da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora (MG).

Como citar e referenciar este artigo:
MARQUES, Luiz Guilherme. O Site do Movimento pela Conciliação. Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/artigos/judiciario/o-site-do-movimento-pela-conciliacao/ Acesso em: 20 fev. 2024