Programa Antonieta de Barros difunde cidadania por meio da arte | Portal Jurídico Investidura - Direito

Programa Antonieta de Barros difunde cidadania por meio da arte


Colocar a música, dança, teatro e artes visuais a serviço da promoção da cidadania. Esta é uma das propostas desenvolvidas com jovens do Programa Antonieta de Barros (PAB), ação afirmativa da Assembleia Legislativa de Santa Catarina que oportuniza estágio e capacitação a 40 jovens em situação de vulnerabilidade social.
Em parceria com a Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, a atividade teve início no mês de julho, com a realização de oficinas preparatórias, onde foram trabalhados temas como identidade, (re)conhecimento e auto-estima. A finalização ocorre com as palestras desta segunda-feira (1º).
Na parte da manhã os professores convidados foram Dan Baron e Manoela Souza, educadores especializados em música e teatro. Baron, galês radicado em Marabá, no estado do Pará, ressaltou a importância da utilização de elementos da cultura popular brasileira como forma de interação com os jovens. Ele esclareceu que procura desenvolver nos alunos aspectos como autoestima e sentimento de coletividade visando à transformação das comunidades onde vivem. ?Muitos chegam aqui achando que não têm perspectivas de vida. Procuramos modificar esta ideia, mostrando o que podem fazer para modificar seu futuro, com coragem para questionar e propor coisas novas?.
O educador, que já trabalhou com jovens de mais de 80 países, mostrou-se impressionado com o projeto e pretende levar a experiência para os Estados Unidos, país no qual também desenvolve suas palestras. ?A Assembleia Legislativa de Santa Catarina é a única do Brasil que tem um programa nestes moldes. Esta é uma iniciativa importante para os jovens e todos precisam ter essa compreensão?.
Manoela, que falou aos alunos do PAB sobre liderança e empreendedorismo, destacou que todos têm potencial para criar, que pode apresentar resultados muito positivos se for desenvolvido. ?Os alunos são orientados a criar, gerir e botar em prática seus próprios projetos. Este ensinamento cria uma base de autoconfiança que reverbera para muitos outros aspectos da vida?, disse.

Maior participação

As aulas sobre temas como ética, liderança, empreendedorismo e coletividade transcorrem de modo mais agradável quando utilizam as artes como linguagem, apontaram as alunas Gisele Lemmi e Ariângela Gabriela Gonçalves, de 18 anos. ?Estas aulas são bem diferentes das outras que tivemos, têm outra dinâmica. Não sabia que poderia ser tão divertida?, disse Gisele.
Já Ariângela destacou como ponto positivo a abertura oferecida pelos educadores para que os alunos contribuam no desenvolvimento das aulas. ?Não ficamos só parados. Agora questionamos, apresentamos nossa opinião?. (Alexandre Back)



Fonte: AL/SC
Seção: Notícias
Categoria: MP/SC

Como referenciar este conteúdo

NOTíCIAS,. Programa Antonieta de Barros difunde cidadania por meio da arte. Portal Jurídico Investidura, Florianópolis/SC, 03 Out. 2012. Disponível em: investidura.com.br/noticias/343-mpsc/273722-programa-antonieta-de-barros-difunde-cidadania-por-meio-da-arte. Acesso em: 09 Mar. 2021

 

Receba nossos e-mails e infoprodutos jurídicos

 

 

ENVIE SEU ARTIGO