2017, 2018, quiçá 2019 | Portal Jurídico Investidura - Direito

2017, 2018, quiçá 2019

Artigo publicado na coluna do portal da Universidade Projuris no final de 2017, ideal para nossa primeira reflexão de 2018:

2017, 2018, quiçá 2019

Já estamos em Dezembro de 2017, muito se fez neste ano com tantos desafios, e muito se espera de 2018.

Aliás, esta mística de ano novo sempre nos faz pensar em que queremos tudo diferente, queremos que as coisas mudem, mas raramente pensamos em o que nós estamos mudando para que o resto ao nosso redor também mude.

Neste diapasão, convido a reflexão:

O que você investiu em gestão em 2017? Você pensou em novos fluxos de trabalho? Você investiu em remunerar melhor ou mais adequado os colaboradores? Você criou ambientes de trabalho mais saudáveis e propícios a criação e inovação? Você inseriu a gestão nos fluxos de tecnologia (processos internos) do seu escritório ou departamento jurídico?

Além disto, qual o investimento de tecnologia efetuado em 2017? Novo sistema? Sistema atual adequado a rotina interna e com foco no cliente? Novas funcionalidades descobertas no sistema para ganho de tempo e/ou maior eficiência e eficácia?

E com tudo isto, qual o investimento de tempo no seu negócio em 2017? Pelo menos uma hora por semana? Ou um turno a cada 15 dias? Ou uma reunião mensal fora do escritório com demais sócios para levantar ideias e novos projetos?

Se estas reflexões alhures são novas para a sua realidade, estamos falando de um feliz 2019, pois 2018 será um ano de exercitar as reflexões na prática e colher alguns de seus frutos no ano seguinte.

Se estas reflexões são parte do seu dia a dia, feliz 2018, pois o ano que virá será melhor, independente de mercado, governo, leis e reformas, posto que quem planeja, prepara o seu negócio, estuda o mercado, está atualizado no jurídico como consequência de tudo que se planejou e busca executar, tem muito mais mercado do que aqueles que assistem o mercado levar eles conforme a maré.

Advogar é muito mais do que peticionar ou conhecer leis. E para o advogar se transformar em advocacia, é essencial pensar no seu negócio, estruturar as rotinas internas e fazer o seu caminho, ao invés de esperar o mercado levar ao caminho que sobrou daqueles que fizeram primeiro.

2017, 2018 ou quiçá 2019. Depende de você, da suas atitudes, das sua vontade, decisão e aplicação prática disto.

Como disse Renato Russo: “Mas é claro que o sol, irá voltar amanhã, mais uma vez…”, e os anos irão vir, um após o outro, mas o que acontece em cada segundo dentro de cada ano, depende de você, das escolhas e aplicação destas no dia a dia.

Seja resultado do que você faz e não do que o mercado deixa de esmola.

Mãos a obra! E um feliz 2018, 2019, 2020…

____________________________________________________

Sou Gustavo Rocha

CEO da Consultoria GustavoRocha.com – Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos

(51) 98163.3333  |   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.   |  http://www.gustavorocha.com


 

Como referenciar este conteúdo

ROCHA, Gustavo. 2017, 2018, quiçá 2019. Portal Jurídico Investidura, Florianópolis/SC, 01 Fev. 2018. Disponível em: investidura.com.br/biblioteca-juridica/colunas/gestao-tecnologia-e-qualidade/336396-2017-2018-quica-2019. Acesso em: 19 Dez. 2018

 

ENVIE SEU ARTIGO