" />

Senado

Eduardo Azeredo: ‘Poderei fazer uma defesa detalhada no Supremo’

O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) declarou nesta terça-feira (8) que terá, no Supremo Tribunal Federal (STF), a oportunidade de fazer sua defesa “de forma detalhada”. Na semana passada, o STF decidiu abrir uma ação contra o senador, a partir das acusações de envolvimento com um esquema ilegal de financiamento de campanha durante sua tentativa de reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998.

– Sou vítima de uma armação, de um complô – disse ele, argumentando que “essas acusações estão baseadas em um recibo falso”.

Ao reiterar que agora, no Supremo, poderá detalhar sua defesa, Azeredo afirmou que o ministro relator do caso, Joaquim Barbosa, “em uma função muito mais parecida com a de um promotor, gastou nove horas para apresentar seu libelo, enquanto o advogado de defesa teve apenas 15 minutos para se contrapor às ilações do ministro”.

– O que se discute são os patrocínios feitos por empresas estatais durante meu governo. Mas as estatais têm autonomia e não há nenhum documento que mostre qualquer autorização de minha parte para tais ações – afirmou o senador.

Fábrica de amônia

Outro assunto abordado por Azeredo nesta terça foi a informação de que a Petrobras pretende construir uma fábrica da amônia. Ele defendeu a instalação dessa fábrica no estado que representa – Minas Gerais.

– Nosso estado tem todas as condições para sediar a nova planta – disse ele.

De acordo com o senador, Minas Gerais oferece vantagens competitivas, adequação técnica, logística adequada e “excelente” mercado consumidor. Ele afirmou ainda que a região “é notória” por sua disponibilidade de energia, infraestrutura aérea, rodoviária e ferroviária, serviços e comunicações, além de mão de obra qualificada, entre outros itens. 

Fonte: Senado

Como citar e referenciar este artigo:
NOTÍCIAS,. Eduardo Azeredo: ‘Poderei fazer uma defesa detalhada no Supremo’ . Florianópolis: Portal Jurídico Investidura, 2009. Disponível em: https://investidura.com.br/noticias/senado/eduardo-azeredo-poderei-fazer-uma-defesa-detalhada-no-supremo/ Acesso em: 23 abr. 2024
Sair da versão mobile