Mas que saco! | Portal Jurídico Investidura - Direito

Mas que saco!

 

No dia do trabalho, nada melhor do que falar das pequenas coisas que nos tiram do sério quando estamos "pegando no batente", não é? E às vezes, na prática do Direito, acontecem coisas que nos deixam meio irritados. Uma testemunha que muda de ideia na hora do depoimento, um advogado que insiste em fazer perguntas idiotas e repeti-las, uma escrivã que engrossa se você coloca processos no escaninho errado e por aí vai.


No meio de tantos atos administrativos e ordinários que existem em um processo, alguns são feitos a mão mesmo, algo até bem comum no dia a dia forense.


Agora imagine-se como um promotor querendo condenar um indivíduo por furto, um delito simples, daqueles que nem merecem tanta atenção assim do titular da promotoria - o processo poderia ser tocado até mesmo por um estagiário -, mas uma das principais testemunhas nunca aparece para as audiências.


Você intima e intima e intima e a criatura não dá as caras!

 

Enquanto você tem vontade de jogar uma bomba na casa do infeliz, o processo deve continuar, e você deve se manifestar se vai insistir NOVAMENTE na oitiva... é daí que veio essa:




Só dá pra imaginar o quão "P da vida" estava o promotor para dar um despacho desses. Provavelmente ele gostaria de ter terminado com "uma vez que é um $%@&@&*$!" ou coisa parecida, mas por que ferir o decoro, certo?


De um jeito ou de outro, enquanto a maioria das pessoas não tem interesse em contribuir com a justiça, eu faço a minha parte, e posto mais essa pérola.


Feliz dia do trabalho para todos os escraviários das senzalas da justiça, assim como para todos juízes, promotores, escrivãos, tias do cafezinho e até mesmo advogados que, em meio às durezas do Direito, são os verdadeiros justiceiros!

 


 

Como referenciar este conteúdo

BELLI, Marcel. Mas que saco!. Portal Jurídico Investidura, Florianópolis/SC, 01 Jul. 2010. Disponível em: investidura.com.br/biblioteca-juridica/colunas/diario-de-estagiario/164854-mas-que-saco. Acesso em: 24 Abr. 2019

 

ENVIE SEU ARTIGO